sexta-feira, 27 de maio de 2011

Crochê- quem quer aprender?

 
Eu aprendi a fazer crochê sozinha, em uma viagem de ônibus interminável para o Maranhão. A passageira que estava sentada ao meu lado tinha uma agulha na mão e novelos de linha espalhados pela poltrona. Movimentava o pulso com tanto frenesi, que a mim parecia que ela estava fazendo um movimento involuntário, sem a menor intenção de qualquer coisa.

Fiquei hipnotizada. Antes disso, apesar de ter vó, tia-ávó e tia crocheteiras, eu não tinha parado para pensar como é incrível tecer uma trama.

Quando eu cheguei no Maranhão, a primeira coisa que fiz foi comprar agulha e linha e comecei a experimentar possibilidades. Naquela época a internet não era o que é hoje e eu tinha poucas possibilidades de pedir ensinamentos. Passei um tempão enfiando a agulha no buraco errado e as minhas primeiras peças sempre desmanchavam depois de um tempo.

13 anos depois, me sinto mais segura para fazer minhas invenções de crochê e volta e meia alguém me pergunta se eu posso ensinar.
Como eu não tive oportunidade de pedir ajuda aos universitários na minha época de alfabetização, faço a maior questão de ajudar com o que eu puder.

Por isso, mulherada arteira, se preparem: a partir de segunda-feira vou postar vídeos ensinando os pontos básicos do crochê, para ninguém mais ter desculpa para não sair crochetando a vida por aí!







Você poderá gostar de

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...