terça-feira, 24 de maio de 2011

Gaveta de lenços

Desde sempre eu tenho gosto por lenços e encharpes e cachecóis e xales.

Os meus costumavam ficar pendurados na porta do falecido armário, mas volta e meia caiam no chão ou para dentro do armário. E quando isso acontecia, minha irmã, vou te dizer: já era. Buraco negro, arca perdida, vale da perdição. 

Sem que eu tivesse me atinado, nosso armário tinha um vão entre o seu fim e a parede.

Quando o moço tirou o forro do armário velho, foi como se abríssemos o baú do tesouro escondido: várias roupas nossas, que não tinhamos a menor ideia de onde estavam, foram parar no fundo do fundo do armário, no subúrbio da cidade fungocínea que havia se desenvolvido por lá. 

Lenços, inclusive.

Foi então que tive uma ideia.

Na tentativa de não destinar todo o armário antigo para o lixo, separei algumas peças que permaneceriam aqui em casa - pelo menos até eu saber o que fazer com elas.

Uma delas foi essa gaveta com divisória (no buraco negro dela tinha um bíquine e meias).


A gaveta estava velha, feia e agora, ainda por cima, sem a base-mãe para ser encaixada. Mas continuava a ser uma boa caixa de madeira. Perfeita para guardar lenços!

Depois de duas demãos de tinta spray amarela, com intervalo para secagem de 40 minutos entre elas, olha como ficou:


Cheia de lenços!!!

Por fim, a bonita dentro do armário novo:







Você poderá gostar de

Um comentário:

  1. Adorei, Mila! Também estou organizando o armário e tentando encontrar lugar para todas as coisas... Me identifiquei muito com o mundo do suburbio fungocínea!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...