sexta-feira, 17 de junho de 2011

Remar é preciso

Um dos TOP 5 de melhores coisas da vida é remar.

O remo é um dos esportes mais completos do mundo, além de ser uma delícia de praticar.
Imaginem todos os dias você amanhecer assim:


A prática pode ser feita com barcos coletivos, chamados de guarnições.

Nesses barcos, não há fronteiras nítidas entre um remador e outro, por isso é uma excelente oportunidade de se perceber como parte de um todo. Todas as visões juntas sendo uma só visão. Todas as forças juntas sendo uma só força. Todos os movimentos da remada sendo uma só dança. Ao mesmo tempo.


Esse é o diferencial do remo para os outros esportes de equipe. No remo, em um barco de guarnição, não é possível fazer jogadas individuais para a equipe, como no basquete ou no futebol. No remo, todos somos um.

E, mais do que qualquer esporte, o outro é quem me dá parâmetros concretos de quem eu sou, da minha existência. Até arrisco dizer que a minha existência individual no barco não existe, somente a minha existência coletiva.

O objetivo é, como disse Caetano, nos sabermos sós sem estarmos sós.

E essas aí embaixo são os pedacinhos de mim de toda santa remada:




Então fica combinado assim: vai fazer uma aula experimental de remo na sua cidade e depois me conte se tudo o que eu disse não faz sentido pra você.

E coloquem uma milonga na cabeça, porque mesmo com tanta filosofia, o sol continua pegando forte!


Você poderá gostar de

3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...