sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Horas crochetando

Eu costumo perder a hora no meu ateliê. Quando estou costurando, desenhando, pintando, não vejo o tempo passar. Literalmente, pois não tinha relógio e realmente nunca sabia há quanto tempo estava lá dentro.

No fundo, eu adoro não saber que horas são, amo a sensação de anestesia que a criação me provoca. Mas não dava mais para sair desesperada de casa para tentar ser pontual nos compromissos. Quando eu tentava me justificar, explicando por que motivo eu havia perdido a hora, o povo me olhava balançando a cabeça e bufando: "Esses artistas..." Nananinanão, nada de queimar a categoria, hahahaha.

Beleza, comprei um relógio. Um desses que a gente encontra em qualquer supermercado e que custam 10 reais, mas que são feiosos, com cara de repartição pública.
Quando eu saí da loja, já sabia que ele não ficaria ileso às minhas ideias, visto que não parava de sair fumacinha da minha cabeça e saliva da minha boca. Não estava saindo do mercado com um simples relógio, e sim com matéra-prima!

E olha o que surgiu em menos de 1 hora de crochê:



Não ficou lindão? Eu adorei.
Super fácil de fazer e dá para usar as cores que você quiser.

Ele é todo feito em ponto alto, que eu já expliquei como é que faz aqui.

Primeiro você mede a largura da borda do seu relógio e faz o número de correntinhas equivalentes à largura da borda. Daí o crochê vai começar: várias carrerinhas de ponto alto, até contornar a circunferência toda.

E depois? Cola quente nele! Uh, que fácil, né?
Então vai se divertir, vai.





Você poderá gostar de

4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...