segunda-feira, 2 de junho de 2014

Brincadeira feita à mão - Raquete de bolhas de sabão



Como disse outro dia, Bentito vai fazer 1 ano esse mês e eu fiquei matutando maneiras de fazer uma festa simples e divertida pra ele e pros outros bebês que devem vir. 

Como divertir crianças de todas as idades (e até adultos), sem precisar recorrer a eletrônicos? E melhor: gastando pouco e de uma maneira super fácil e rápida?

Foi assim que me ocorreu fazer raquetes para bolinhas de sabão. Meses atrás me deparei com raquetes como essa em uma festa de aniversário e fiquei encantada. Adorei o efeito e a quantidade de bolas que elas fazem.

Lúdica e divertida, é uma forma excelente de desenvolver a percepção espacial dos pequenos. Além de podermos fazê-las juntos com eles, né?

Bento e eu construímos nossas raquetes numa tarde de chuva, emaranhados nas lãs.


Para fazer uma assim, você vai precisar de:
     - pauzinhos, como palito de churrasco ou gravetos mais resistentes. Eu usei hashi de comida japonesa que tinha aqui em casa.
       - lãs (o barbantes, ou linhas)
       - alicate
       - arame (recomendo que não seja muito maleável, pois ele precisa resistir ao movimento balançante para fazer as bolas de sabão). 

*** O tamanho do arame vai depender do tamanho que você escolher pra fazer a raquete. Tamanho menores fazem bolas mais singelas, mas são mais fáceis das crianças manusearem.


Parte 1 - O esqueleto da raquete

1- Com ajuda do alicate, enrole o arame em uma das extremidades do hashi (fique atenta para que a ponta do arame esteja bem presa, para não arranhar as crianças).
2. Faça um círculo (do tamanho que será a raquete) e prenda novamente a outra ponta do arame na extremidade do hashi.
3. Comece a enrolar a lã pela parte debaixo da raquete. Vá cobrindo todo o hashi. Quando chegar na emenda de arame, passe várias voltas de lã, para garantir que vai ficar macio e bem protegido.
4. Continue enrolando a lã em volta do círculo. O ideal é que fique bem apertadinho, para que não afrouxe com o uso.
5. Quando terminar de cobrir, finalize com um nozinho.


Parte 2 - A trama da raquete

A ideia é fazer uma teia irregular, para que saiam várias e diferentes bolhas da nossa raquete. Por isso, não se preocupe com tamanho e se está no ponto certinho.

1. Dê um nó em um ponto aleatório do círculo.
2. Para cobrir a ponta nó (e ele não desatar), dê algumas voltas com a lã sobre ele.
3. Leve a lã para o outro lado do círculo e faça outro nó.
4. Dê mais um nó em um terceiro ponto, fechando um triângulo.


5. Enlace uma das arestas do triângulo, passando a ponta da lã por dentro do laço (dá pra entender melhor na foto).
6. Agora a ideia é fazer outro triângulo, invertido ao que já fizemos. Vá dando nós a cada interseção e lembre-se de fazer bem firme (mas sem apertar demais, pois pode entortar o arame).
7. Deverão aparecer mini triângulos no espaço entre a aresta e a circunferência da raquete.
8. Para arrematar, dê um nó cego. 
(dou uma queimadinha no final para não desfiar)


Daí, é só começar a brincadeira!








5 comentários:

  1. ai xenti! E essa última foto dele assoprando a raquete!!! Dá uma mordida nesse moleque por mim!!!...hahahahaha

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...